• Jornal Barcarena

Venda de peixe em Barcarena cai 90% por medo da doença da urina preta


Comerciantes do Mercado Municipal de Barcarena-sede, afirmam que a procura pelo pescado no dia a dia caiu 90% nos últimos dias, desde que a doença de Haff (doença da urina preta), ganhou destaque nos principais jornais do Pará e do país. Segundo vendedores, antes o mercado era bem movimentado.


“Pra você ter noção, encomendei 300 kg de peixe, se vendi 30 kg foi muito. O peixe está guardado. As pessoas ficaram com medo por causa da doença no tambaqui, que nem os outros tipos de peixe elas querem comprar mais. Está praticamente vazio, antes isso aqui era cheio de gente comprando”, afirma o seu Marcelo Santos, que vende peixe há 10 anos no mercado.


Na manhã desta quarta-feira, 15, agentes da Vigilância Sanitária estiveram no Mercado de Barcarena-sede, entre outros mercados, supermercados e vendedores ambulantes. O objetivo foi convidar os vendedores para uma reunião para esclarecimentos do que é a doença de Haff (doença da urina preta), e como agir nos cuidados com o pescado.




O que é a doença da urina preta?


A doença é causada por uma toxina que pode ser encontrada em determinados peixes como o tambaqui, o badejo e a arabaiana ou crustáceos (lagosta, lagostim, camarão).


Quando o peixe não foi guardado e acondicionado de maneira adequada, ele cria uma toxina sem cheiro e sem sabor. Ao ingerir o produto, mesmo cozido, a toxina provoca a destruição das fibras musculares esqueléticas e libera elementos de dentro dessas fibras no sangue, ocasionando danos no sistema muscular e em órgãos como os rins.



Sintomas:


Ocorre extrema rigidez muscular de forma repentina, dores musculares, dor torácica, dificuldade para respirar, dormência, perda de força em todo o corpo e urina cor de café, pois o rim tenta limpar as impurezas, o que causa uma lesão na musculatura. A doença causa muitas dores musculares, lembrando a dengue, porém sem febre. Os sintomas costumam aparecer entre 2 e 24 horas após o consumo dos peixes ou crustáceos.


Ao sentir dores musculares e apresentar urina escura após o consumo de peixes ou crustáceos, deve-se procurar imediatamente uma unidade de saúde.

210 visualizações1 comentário