• Jornal Barcarena

Uma Igreja Matriz lotada aos domingos, hoje vazia, reza missas transmitidas pela internet


Todos os domingos de missa a Igreja Matriz de Barcarena reunia cerca de 500 pessoas. Eram duas missas, uma de manhã e outra à noite com templo lotado. Neste domingo, 22, a igreja vazia, com apenas o padre no altar e uma câmera ao vivo ligada, mostrou uma realidade dura pra muitos, mas necessária.


Com a pandemia do coronavírus pelo mundo matando mais de 12 mil pessoas, as autoridades decretaram a suspensão de reuniões, encontros ou qualquer manifestação que aglomere pessoas. Isso inclui as igrejas, que quase todos os dias reúnem fiéis. No decreto da Prefeitura de Barcarena, publicado no dia 18 de março, tudo que reúne mais de 50 pessoas deve ser cancelado.



Na cidade já são 4 casos suspeitos do Covid-19, segundo a Secretaria Municipal de Saúde. Vendo isso, a Paróquia São Francisco Xavier decidiu cancelar todas as suas atividades. Em tempos que quase todos tem um celular nas mãos, a alternativa foi transmitir pela internet, disse o padre Idaltino dos Prazeres. “É um censo de consciência pra não aglomerar pessoas e combater essa doença. Todos os dias queremos fazer nossas transmissões pra ajudar o povo a rezar”.



Com 10 anos de padre, Idaltino dos Prazeres nunca tinha passado por essa situação. Todos os domingos que celebrava as missas, cumprimentava e tocava nas mãos de centenas de católicos nos bancos da igreja. Celebrar uma missa com os bancos vazios foi doloroso, afirma o padre. “Ficamos emocionados por ver uma igreja de tantas participações, de tantas celebrações e chegar nesse momento e dizer ‘somos só nós, né!?’. Mas é necessário e sabemos que logo estaremos juntos celebrando”, disse.



Ary Sérgio, de 17 anos, fez uma leitura e o salmo na missa. O jovem sempre ia com a família à igreja. Agora, segundo Ary, mesmo sendo doloroso, é necessário. “É um olhar muito triste, pois muitos de nós gostaríamos de estar aqui presenciando a palavra de Deus, na casa do Senhor e adorar a Ele. Mas, por conta dessa doença viral, ficar em casa se tornou necessário”, lamentou.


Todos os domingos Maria Tavares, de 71 anos, ia na missa. Hoje, com sua idade de risco, ela assistiu a celebração pelo celular, em casa. Mesmo distante, para Maria, o momento serviu para fortalecer a espiritualidade. “Não é a mesma coisa. A gente fica triste por não nos unir com os irmãos na igreja, mas a missa me ajudou a viver o dia de hoje e isso significou muito pra mim. Foi uma emoção e fez com que avivássemos nossa fé”.



A Paróquia São Francisco Xavier irá transmitir missas ao vivo pela sua página, aos domingos, às 9h e 19. Durante a semana, todos os dias haverá transmissões com pregações, terços, missas etc.

0 visualização