• Jornal Barcarena

Só viaja pra Belém quem apresentar declaração comprovando essencialidade da viagem


Quem for viajar para Belém, ou deseja vir da capital para Barcarena, só vai poder se deslocar se apresentar uma declaração nos portos pra poder comprar a passagem e embarcar.


Isso porque a Agência de Regulação e Controle de Serviços Públicos do Estado do Pará (Arcon-Pa) vem atuando nos portos e terminais regulados pelo Governo do Estado, em parceria com os órgãos de Segurança Pública, para coibir a saída do transporte intermunicipal de passageiros.


A ação é em cumprimento ao decreto n° 777, de 23 de maio, do Governo do Estado do Pará, como medida para evitar a propagação do novo coronavírus. Por enquanto, continuam suspensas as viagens intermunicipais para a região metropolitana, e municípios que decretaram lockdown. 



“Somente encontram-se liberadas as viagens para desempenho profissional e tratamento de saúde (devidamente comprovados), os carros particulares e o transporte de cargas”, reforça Eurípedes Reis, diretor-geral da Arcon.


A fiscalização atua nas estradas estaduais e na BR-316, no km-18, em Benevides. Somente as viagens entre os municípios de Belém, Ananindeua, Marituba e Benevides continuam sendo realizadas. Nos portos e terminais do Estado, as equipes volantes realizam rondas diárias para barrar qualquer tentativa de saída de viagens intermunicipais.


“Os fiscais da Arcon estão atuando em colaboração com as Polícias Civil e Militar, Capitania dos Portos e demais órgãos de segurança nos portos para que o decreto seja cumprido”, esclarece Wagner Cruz – Gerente hidroviário da Arcon.

 

Portanto, continuam proibidas a entrada e saída por meio rodoviário ou fluvial, na região metropolitana de Belém e cidades que estejam em lockdown. A determinação se estende por tempo indeterminado conforme decreto governamental.


Baixe aqui a sua declaração

declaracao_com_brasao
.pdf
Download PDF • 135KB

Com informações da Agência Pará



3,269 visualizações