• Jornal Barcarena

Retorno das aulas é autorizado a partir de 1º de setembro no Pará


Um decreto do governo do Pará autorizou que as escolas das redes pública e privada do estado retornem com as atividades presenciais a partir do dia 1º de setembro. Segundo o decreto, a retomada das atividades vai alcançar os ensinos infantil, fundamental, médio e superior.


Segundo Helder, a autorização para a retomada das aulas presenciais valerá apenas para os municípios que forem classificados com as bandeiras amarela, verde e azul, segundo a análise de risco de contaminação pela Covid-19 realizada pelo governo do Pará.



Ainda de acordo com o governador, apesar da autorização, caberá às prefeituras de cada município permitirem ou não o retorno das aulas presenciais nas cidades. Segundo o governador, as escolas que retomarem as atividades deverão assegurar medidas de distanciamento social e seguir o cronograma de retorno gradual.


Além disso, as instituições particulares que optarem pelo retorno das aulas são obrigadas a oferecer a opção de ensino remoto para os estudantes que optarem por esse modelo.

Durante a primeira semana de retomada nas instituições, para os ensinos infantil e fundamental, deve ser permitido o retorno de apenas 25% da capacidade das salas de aula.



Na segunda, terceira e quarta semana, o retorno deverá ser gradual, permitindo o retorno de 50%, 75% e 100% dos alunos.


Nos casos dos ensinos médio e superior, fica autorizado o retorno, já na primeira semana, de 50% da capacidade das salas de aula. Este quantitativo poderá variar na terceira e quinta semana, flexibilizando para 75% e 100%.


Ficam proibidas a remoção e a adição de carteiras nas salas de aula. Todos os assentos devem respeitar o distanciamento mínimo de um metro e todos os alunos e funcionários devem usar máscara.


O protocolo recomenda que o aluno leve um copo para os bebedouros. A higienização das mãos com água e sabão ou álcool em gel deve ser feita ao entrar nas escolas, após a utilização de banheiros e antes e depois do lanche.


Por G1 PA

420 visualizações