• Jornal Barcarena

Projeto Ferrovia Pará deverá ligar Vila do Conde até o estado do Maranhão


Foto: divulgação/internet

O governador do Pará, Helder Barbalho, assinou nesta terça-feira (12), um protocolo de intenções para estudos de viabilidade econômica de implantação e exploração do projeto da Ferrovia Pará, entre os municípios de Marabá e Barcarena. A cooperação, firmada em Brasília (DF), no valor de R$ 7 bilhões, envolve a empresa China Communication Construction Company (CCCCSA), controladora da brasileira Concremat. 


A malha ferroviária proposta irá interligar o porto de Vila do Conde, em Barcarena, no nordeste do Estado, a municípios do sudeste paraense, como Marabá e Parauapebas, e de lá até Açailândia, no Maranhão, com a Ferrovia Norte-Sul.


Helder destacou a importância dessas obras pra Barcarena. "Esta conquista é absolutamente fundamental para que possamos assegurar que o porto tenha ligação ferroviária, hidroviária e isto faça com que Vila do Conde se consolide como um dos principais portos do Brasil, gerando emprego, renda e todo o entorno de Vila do Conde atraindo investimentos, empresas, indústrias para que Barcarena se desenvolva", disse o governador.


O evento contou com a presença do prefeito de Barcarena, Paulo Alcântara, e dos deputados estaduais, Renato Ogawa e Ana Cunha. O prefeito garantiu que o município ficará nos rumos do crescimento. "O futuro do Pará será de geração de emprego e economia forte, reduzindo os custos de transporte e dando mais conforto nas locomoções. Barcarena, claro, acompanha o estado no caminho do desenvolvimento", disse.


Volume de recursos - De acordo com Helder, trata-se de um dos mais importantes projetos estruturais e de desenvolvimento do Norte do Brasil e o maior investimento internacional em andamento no país, e que, ao mesmo tempo, reforça os laços do Pará com o povo chinês. O protocolo servirá de orientação para futura negociação e assinatura de convênios, acordos e outros termos que possam ajustar as necessidades do corredor ferroviário.


O secretário de Estado de Transportes, Pádua Andrade, presente à ocasião, destacou os ganhos para o desenvolvimento da estratégia logística. "Esses 492 km, de Marabá ao Porto de Vila do Conde, em Barcarena, significam a atração de mais investidores. Não estamos falando só do fortalecimento da economia local, do Sul e do Sudeste do Pará, mas também de outros estados, que verão com bons olhos as nossas condições de escoamento", acrescentou.


Foto: Jailson Sam/divulgação

Após a assinatura do protocolo, o governador Helder  Barbalho e representantes da China Communications Construction Company se reuniram com o ministro Paulo Guedes, no Ministério da Economia.


No encontro, o chefe do Executivo paraense explicou detalhes da parceria fechada com a companhia chinesa, que vai impulsionar o desenvolvimento em vários setores da economia, além de gerar emprego e renda. O ministro Paulo Guedes destacou a importância da assinatura do protocolo de intenções e reforçou o significado desse investimento para a realização de um sonho antigo do Estado do Pará. As obras devem iniciar em 2021.


Com informações da Agência Pará

1,259 visualizações