• Jornal Barcarena

Por que Barcarena tem 76 anos e suas igrejas mais de 200 e 300? Entenda!


Sempre fica uma confusão na cabeça de muita gente o motivo de Barcarena ter só 76 anos e igrejas católicas antigas da cidade terem centenas de anos. Caso da Paróquia São Francisco Xavier, que nasceu na Vila do santo e tem mais de 260 anos; da Igreja de São João Batista, na Vila do Conde, que tem mais de 300 anos. Qual a explicação?


Segundo o livro “Barcarena cidade da gente: estudos regionais fundamental I”, dos professores Jacobson Estumano, João Poça, Luiz Guimarães e Roberto Anjos, desde 1643 essas terras eram habitadas por tribos indígenas. Deste tempo até 1709 ocorreram as missões jesuíticas: Missão dos Mortiguara e dos Gibiriés.


Em 1758 os jesuítas são expulsos e é criado o lugar de Barcarena e Conde. Em 1833, pela divisão interdistrital do município de Belém, Barcarena figurava como 6° distrito e Aicaraú o 7°. Em 1897, o projeto de lei do senado da Câmara de Belém eleva a povoação à categoria de Vila.


Segundo o livro, a Vila do Conde foi fundada em 1653, mesmo ano de construção da Igreja de São João Batista; e a Vila de São Francisco Xavier, em 1709, mesma data de fundação da igreja do padroeiro. Em Itupanema, existe a igreja de Nossa Senhora das Dores, erguida em 1910.


Com todo esse processo religioso, onde hoje está o município, em suas matas, rios e igarapés, a cidade já era habitada. De início como povoação, em seguida distrito, depois Vila do Conde e São Francisco, para só então ser elevada a cidade, com sua emancipação político-administrativa com o Decreto Lei n° 4.505, de 30 de dezembro de 1943, data que se comemora o aniversário da cidade atualmente.


A história completa de Barcarena você pode ler no site Jornal Barcarena

804 visualizações