• Jornal Barcarena

Navio naufragado em 2015 em Vila do Conde é solto do fundo do Rio Pará


Foto: Reprodução/TV Liberal

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) informou, na última terça-feira (06), que concluiu nesta semana o serviço de soltura do navio Mv Haidar - naufragado em 2015 - do fundo do Rio Pará, no porto de Vila do Conde, em Barcarena, nordeste paraense. Foi mais uma ação para retirar a embarcação do trecho, com objetivo de restaurar as condições de trafegabilidade no local.


Com a estrutura descolada do fundo do rio, a Autarquia disse que se prepara para executar as próximas etapas de reflutuação do navio: deslocamento de cerca de 10 metros, para retirar a embarcação das proximidades do píer; verticalização do navio; e o deslocamento final para posicionar a estrutura definitivamente.



Quando afundou, em 6 de outubro de 2015, o navio Mv Haidar - de bandeira libanesa - transportava cinco mil bois vivos e 700 toneladas de óleo. Com a retirada da estrutura do berço 302 do porto de Vila do Conde, será possível ampliar a quantidade de embarcações que utilizam o local.


O trabalho das equipes da Autarquia para soltar a estrutura começou em fevereiro deste ano. O DNIT atuou em conjunto com a Marinha do Brasil, a Secretaria de Meio Ambiente do Pará (Semas), a Companhia Docas do Pará (CDP) e a Capitania dos Portos, a fim de obter autorização para que o trabalho fosse feito de acordo com as legislações ambientais, portuárias e de segurança do trabalho.


O plano de controle ambiental para a flutuação da embarcação e segurança ambiental da operação foi aprovado pela Semas no final de 2020, e a autorização foi concedida pela Marinha em fevereiro deste ano.


Por O Liberal

413 visualizações0 comentário