• Jornal Barcarena

Marinha aprova plano de resgate do navio que naufragou em Vila do Conde


Foto: reprodução TV Liberal

A Marinha do Brasil aprovou o plano de resgate do navio boiadeiro “Haidar”, que naufragou em outubro de 2015 no porto de Vila do Conde, em Barcarena, nordeste do Pará. Mais de cinco mil bois morreram no naufrágio. Ainda não há uma previsão de quando esse trabalho de retirada do navio comece.


A morte dos animais contaminou praias e predicou o turismo na região. O Ministério Público denunciou o capitão do navio e outras quatro pessoas, além de quatro empresas, por crimes ambientais, e até hoje o barco e os animais mortos permanecem submersos no local do acidente.



De acordo com a Marinha, o plano de resgate prevê que o navio seja colocado na posição vertical para ser reflutuado e não afundar novamente. O trabalho deve ser executado pela empresa que venceu licitação do ministério da infraestrutura.


A gestão da obra está a cargo da Diretoria de Infraestrutura Aquaviária do Dnit, e o trabalho será fiscalizado pela capitania dos portos.

69 visualizações0 comentário