• Jornal Barcarena

Mães participam de oficinas no Hospital Materno Infantil de Barcarena


O Hospital Materno-Infantil de Barcarena Dra. Anna Turan (HMIB), mantém oficinas e projetos que servem com uma via econômica e de acolhimento às mães que acompanham seus filhos em tratamento na unidade. Cerca de 530 mães já tiveram acesso aos programas desenvolvidos pela equipe multiprofissional.


De segunda à sexta-feira, das 14h às 17h, são desenvolvidas oficinas de atividades manuais com as mães. Durante a programação, as acompanhantes podem utilizar o tempo ocioso para aprender a criar brinquedos e utensílios de acolhimento para seus filhos e participam mais ativamente da ação de humanizar ainda mais o cuidado com o prematuro.


Para as mães que acompanham toda a evolução dos filhos na UCI e UTI Neonatal- espaço reservado para tratamento de prematuros e de bebês que apresentam algum tipo de problema ao nascer ou que necessitam de tempo, algumas vezes, para crescer e se tornar aptos para respirar, sugar e deglutir- a atividade é uma forma de cuidado e atenção já reconhecida no atendimento da Pró-saúde. A mamãe Dilmara Ferreira (22) que está com o seu bebê internado na unidade vem do município de Abaetetuba para participar da oficina.


“Aqui, junto com outras mães e com a equipe da unidade, eu encontrei um abrigo sem igual, mais que um lugar para ser ouvida, encontrei um lugar para trocar experiências. Nos momentos que mais precisei, em momentos de muita ansiedade, eu depositei todas as minhas forças para criar essa pequena demonstração de amor para meu filho. Sempre que venho para as oficinas, trago outras mães para que elas possam compartilhar desse momento de aprendizado e união”, relata a mãe.


Durante o aprendizado elas recebem o direcionamento da terapeuta ocupacional Djesyanne Vaz, e contam com apoio da equipe multiprofissional da unidade, além de receber de todo o material necessário para criação e inspiração na hora de produzir objetos de decoração, utensílios e brinquedos.


“As mães da UCI e UTI Neonatal que vêm para as oficinas e propagam essa boa prática para demais mães. Aqui elas minimizam sintomas de ansiedade, estresse, e têm um momento de abrigo. Elas, além de produzirem trabalhos manuais para os filhos, compartilham histórias de superação. Quando saem do hospital, muitas das mães, utilizam a técnica de terapia ocupacional como uma renda extra a partir da venda de utensílios para outras mães fora da unidade”, reitera a terapeuta ocupacional.


As mães podem utilizar materiais como, feltro, enchimento, colas, meias, pérolas, crochê, agulhas, EVA, Glitter, entre outros, para produzir os utensílios, e dessa forma, fortalecer o vínculo entre mãe e filho. O aprendizado minimiza o estresse da hospitalização, auxiliando na ansiedade. “Nas oficinas, tornamos às mães participantes desse acolhimento por meio da produção de utensílios feitos pelas suas próprias mãos. A dedicação na produção de cada objeto mostra todo o amor e cuidado das mães para como seus filhos. Aqui elas se sentem acolhidas, e usam o tempo para despertar o lado criativo”, afirma a psicóloga Larissa Ribeiro.


Com informações da Ascom do Hospital Materno Infantil de Barcarena

Fotos: Ascom do Hospital Materno Infantil de Barcarena

26 visualizações