• Jornal Barcarena

Jovens Barcarenenses apresentam trabalhos científicos de história em Recife


Da esquerda para a direita: Vinícius Ferreira, Vinícius Almeida e José Inácio


Três jovens universitários de Barcarena estiveram de 15 a 19 de julho, no 30° Simpósio Nacional de História, em Recife - Pe. O evento é organizado pela Associação Nacional de História. Vinicius Almeida, José Inácio Barbosa e Vinicius Ferreira, viajaram para apresentar seus trabalhos científicos e representaram muito bem o município de Barcarena.


Vinicius Almeida mora em Itupanema, tem 21 anos e cursa o 5° semestre de história, na UFPA. O estudante explica sobre o tema abordado na apresentação no simpósio e sobre a experiência. "O meu trabalho fala das perspectivas étnicos-raciais dentro de uma escola em Ananindeua. Participar desse simpósio foi fantástico já que foi a primeira vez que saí do estado pra apresentar um trabalho. Então acredito que isso tem um peso muito grande na minha vida profissional. Vivenciar outras realidades e aprender com colegas de outras regiões do Brasil", disse. 


O simpósio conta com a participação de vários profissionais do ramo da história do Brasil inteiro. Professores, doutores, mestres, pesquisadores e estudantes. Outro aluno de Barcarena que participou, foi o José Inácio Barbosa, de 24 anos, morador da Vila dos Cabanos. Ele cursa o 8° semestre de história na UFPA e apresentou um trabalho com o tema "Prática de ensino, a aprendizagem da disciplina escolar de estudos amazônicos". "Meu trabalho tem como objetivo discutir a aprendizagem dessa disciplina que está presente no currículo das escolas paraenses. Queria saber se os alunos estavam aprendendo ou não algo da história da Amazônia", disse. Sobre a participação no evento, José avaliou como de extrema importância. "Momento de muitos debates, palestras, conferências com grandes pesquisadores. Muito relevante para a área da educação, para que os alunos aprendam sobre história e se consiga melhorar a educação básica", disse.


Já o Vinícius Ferreira, mora em Barcarena sede, tem 20 anos e cursa o 6° semestre de história na FIBRA. Ele apresentou um trabalho intitulado "Os indígenas 'tocaiados' na história paraense?", que tem um profundo significado, segundo Vinícius. "Falo sobre a narrativa de Teodoro Braga e a narrativa didática oficial do início do século vinte. Pretendo investigar a representação dos indígenas na narrativa didática desse autor, já que o europeu é exaltado e o indígena é submisso. E 'tocaiado' significa isso: escondido", explicou. Para o estudante, o simpósio foi importante para o crescimento no meio acadêmico. "Com essas produções científicas a gente só tem a melhorar. Aprendi bastante com esse projeto, e é nele que quero continuar trabalhando e levá-lo pra um mestrado. O trabalho também me traz contribuições pessoais já que eu conheci outro estado. Então a pesquisa está me levando pra lugares que eu nunca tinha chegado antes", disse. 


Parabéns aos jovens que representaram muito bem o município de Barcarena. Sucesso na carreira profissional e acadêmica de vocês.


Foto: Vinícius Almeida

387 visualizações