• Jornal Barcarena

Famílias prestam homenagens a entes falecidos nos cemitérios de Barcarena


Foto: Anna Marie

Centenas de pessoas devem comparecer aos cemitérios da cidade de Barcarena neste sábado, dia 2, feriado nacional de finados. Familiares, amigos e conhecidos tiram neste dia para homenagear e rezar por seus entes queridos que já faleceram. No cemitério Jardim da Saudade, em Barcarena sede, grande movimentação desde as primeiras horas do dia. No cemitério da Rodovia da Integração, muitos compareceram para visitas, inclusive no túmulo onde está enterrado o prefeito Antônio Carlos Vilaça. Uma missa foi presidida no local pela manhã. No cemitério do Caeté e Guajaraúna, movimentação intensa com missa também pela manhã. Para às 18h está marcada mais uma missa no cemitério velho da cidade, Jardim da Saudade.


A origem do feriado


As pessoas levam flores, fotos, pintam as sepulturas, acendem velas, reformam as cruzes, fazem preces e oração. Dedicam o dia do feriado para homenagear familiares e amigos que partiram. A celebração de Finados é muito importante para algumas religiões, principalmente para os católicos, pois se presta homenagem a todos os entes queridos que já morreram. Desde o século XI, os papas Silvestre II, João XVIII e Leão IX já recomendavam os cristãos a dedicarem um dia por ano a rezarem por quem já havia falecido e que não era lembrado. A partir do século XII, o Dia de Finados é celebrado pela Igreja Católica em 2 de novembro.


Foto: Anna Marie

No entanto, desde o século I os cristãos têm o costume de rezar por seus mortos. Neste período, as pessoas iam às catacumbas e túmulos para rezar pelos que morreram sem martírio, com esperança de terem suas almas salvas. O Dia de Finados é celebrado no dia 2 de novembro porque no dia 1º de novembro é comemorado o Dia de Todos os Santos - data que celebra todos os que morreram em estado de graça, mas que não tiveram a oportunidade de serem canonizados ou que não são lembrados em orações por ninguém.



210 visualizações