• Jornal Barcarena

Como ficarão as viagens com o problema do porto? Defesa Civil libera Terminal Hidroviário

Atualizado: 28 de Out de 2019


Com o acidente desta madrugada de sábado, dia 26, no porto de Barcarena, a Defesa Civil interditou o flutuante que sofreu danos com o acidente com a balsa. Em seguida, o órgão interditou todo o terminal para avaliar as condições do outro flutuante do porto, já que o local tinha dois, um do lado direito e outro do esquerdo.


Com isso, circulou nas redes sociais um comunicado da empresa Amazonat de que não faria mais viagens de Barcarena sede até Belém, apenas de São Francisco para a capital, por conta do problema. Em contato com a empresa, a mesma informou que a notícia não procede e que a Defesa Civil já liberou nesta tarde de sábado, o uso do outro flutuante do terminal.


Antes disso, o porto que fica em frente do Terminal Rodoviário estava sendo usado para embarque e desembarque de passageiros. Com a liberação da Defesa Civil, as viagens voltam para o Terminal Hidroviário, mas com algumas condições, explica Wanderson Machado, da empresa Machado Transporte Navegação. “Agora o embarque e desembarque será feito de até 5 pessoas, ou seja, de cinco em cinco as pessoas vão entrando no barco ou saindo. Isso por medida de segurança que a Defesa Civil colocou pras empresas. Caso seja interditado de novo, podemos utilizar outro porto que fica próximo ao Terminal Rodoviário”, disse.


porto onde acontecerá o embarque e desembarque

Caso o porto venha a ser interditado novamente, as empresas estudam outra alternativa para amenizar os transtornos, afirma Wanderson, que pede a paciência da população. “As empresas se colocaram à disposição para colocar outra balsa e estacas. Mas como o terminal já foi liberado, nós pedimos a paciência do público em geral porque se já atrasava com duas balsas, vai atrasar muito mais com grande fluxo e de cinco em cinco. Estaremos obedecendo as ordens dos fiscais que estarão no local, e pedimos que a população nos ajude. Esperamos que esse problema seja resolvido o quanto antes”, disse.


A Prefeitura de Barcarena, junto com a SEICOMTUR e a Defesa Civil, estudam soluções para o problema. A prefeitura também informou que irá responsabilizar a balsa pelo acidente.

584 visualizações