• Jornal Barcarena

Barcarenense integra equipe que lançou história em quadrinho sobre lenda amazônica


Durante os últimos 7 meses, o coletivo Serendi, grupo de artistas paraenses formados apenas por mulheres do estado do Pará, dedicou sua paixão pela arte e pesquisa para produzir uma história em quadrinhos que traz os traços da cultura amazônica em suas páginas. Entre elas, está a barcarenense Francy Botelho, graduada em Artes Visuais e especialista em Marketing, de 27 anos.



A HQ Niara conta a história de uma garota ribeirinha de 10 anos da região do Marajó, que vive em uma vila de pescadores em uma região cercada de lendas e mitos do imaginário popular. Niara movida pelo desejo de salvar sua vila das visagens que ameaçam a vida de todos, vai embarcar em uma aventura pelos rios da Amazônia na companhia do peixe poraquê, um ser enfeitiçado inspirado no conto do livro de Joseli Dias.


A história foi idealizada e escrita por Lívia Guimarães, os personagens foram criados por Louise Guimarães. Julia Lustosa foi responsável pela Arte final e Marina Pantoja cuidou do texto e diagramação das páginas. O processo de colorização ficou por conta de Francy Botelho que também foi responsável por dirigir o projeto.



“O Projeto Niara e o imaginário amazônico vai levar a HQ para bibliotecas de escolas públicas e comunitárias da região de Barcarena, Belém e região metropolitana, para que alunos e professores possam trabalhar com o imaginário Amazônico em sala de aula com uma produção feitas por artistas do norte, que valorizam e tem o desejo de ver nossa cultura chegar a mais públicos e gerações”, disse Francy Botelho.


Os primeiros exemplares da HQ foram entregues no dia 27/09 para a Gibiteca do Centur- FCP e para os alunos que participaram das oficinas da contrapartida na região metropolitana de Belém, além de outras bibliotecas e instituições inscritas por formulário Online. No dia 28, aconteceu a entrega das HQs na cidade de Barcarena, na Biblioteca Pública Firmo Cardoso. Também haverá entrega na Secretaria Municipal de educação- SEMED e para os alunos que realizaram as oficinas de quadrinhos em Barcarena.


O Projeto foi realizado pelo Coletivo Serendi, Secretaria de Estado de Cultura – SECULT, governo do Pará e a Associação Fotoativa, foi um dos projetos selecionados pelo edital de Artes Visuais da Lei emergencial de Cultura Aldir Blanc.

153 visualizações0 comentário