• Jornal Barcarena

Barcarenense expõe história em quadrinho na feira do livro


A 23ª Feira Pan-Amazônica do Livro e das Multivozes já começou e Barcarena tem uma representante. Francy Botelho tem 25 anos, é estudante do curso de artes visuais e tecnologia da imagem, pela Universidade da Amazônia, e estará até o dia 1º de setembro, no espaço “Beco dos Artístas”, no Hangar, expondo suas obras de arte, as Histórias em Quadrinhos que produz.


A artista é designer profissionalmente, e na arte de desenhar e fazer quadrinhos, trabalha como freelancer. Em Barcarena já fez muitos desenhos realistas com lápis por encomenda para várias pessoas. Francy explica como descobriu a arte de desenhar. “Desde que eu era bem pequena, gostava de produzir desenhos estilo mangá. Com o tempo fui evoluindo nos meus traços, nos desenhos e depois comecei a fazer desenhos em quadrinhos, desenhos digitais e apresentar nos eventos geeks que participo. Quando eu estava no ensino médio fazia histórias em quadrinhos pros meus amigos, e eles gostavam muito. Depois que entrei na universidade conheci muitas pessoas que participavam de eventos, e eu ia com eles também”, disse.



Foi aí que Fancy começou a pensar em produzir seus próprios materiais em HQ, como explica a designer. “Surgiu com isso a ideia de fazer uma história em quadrinho própria. Eu já tinha escrito, mas precisava colocar em prática, no papel. Então comecei a ilustrar a história em 2018, e a primeira versão dela foi lançada num anime geek, em maio de 2019. Agora, a segunda versão estou lançando na feira do livro”, disse.



Francy se inscreveu num edital da Secretaria de Estado de Cultura – SECULT, denominado “Beco dos artistas”, para quadrinistas paraenses exporem suas obras na feira do livro. Foram 21 vagas ofertadas, e Francy foi uma das contempladas com uma vaga. Sobre a emoção de participar da quarta maior feira do país, a artista está muito contente. “Me sinto muito feliz de ter a oportunidade, já que nós, artistas independentes, precisamos muito mostrar nossos trabalhos. A feira do livro que é um evento grande e importante para o estado. Fiquei muito feliz tendo esse espaço, de ser selecionada. Pretendo continuar avançando, crescendo, dentro desse mercado paraense que está se consolidando. Antes era muito raro a gente ouvir falar em histórias em quadrinhos sendo lançadas”, disse.



Quem puder passar pela 23ª Feira Pan-Amazônica do Livro, no Hangar, não deixe de procurar o “Beco dos artistas”, para contemplar o trabalho da barcarenense Francy Botelho, e claro, adquirir uma história em quadrinho.


Você pode acompanhar os trabalhos da artista, no instagram.


Fotos: Francy Botelho

552 visualizações