• Jornal Barcarena

Barcarena sedia Fórum de Resíduos Sólidos nesta sexta-feira


Barcarena terá seu primeiro Fórum de Resíduos Sólidos Urbanos e Educação Ambiental, no próximo dia 17, na EMEIF Maria Cecilia Vasconcelos Ribeiro, com o objetivo de promover a reflexão, a troca de experiências e a conectividade de iniciativas positivas na gestão de resíduos sólidos urbanos no município.


O tema de abertura do evento será “A interface entre a educação ambiental e a gestão integrada de resíduos sólidos” e serão realizados dois debates sobre iniciativas bem-sucedidas na gestão de resíduos e as ações integradas da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) com a Agenda 2030 dos Objetivos de Desenvolvimento sustentável (ODS).


A ação é uma realização do Programa Sustentar Barcarena, uma parceria entre Alunorte, Albras e Prefeitura de Barcarena, iniciado em março de 2018, para dar suporte à implantação da gestão de resíduos sólidos do município. O programa prevê a inclusão social dos catadores de materiais recicláveis; a utilização da educação ambiental como uma política pública estruturante e a implantação de uma unidade de triagem de resíduos recicláveis. Ao final do Fórum, haverá uma plenária de avaliação participativa do Programa.


Segundo Luana Carvalhosa, gerente sênior de Programas Sociais da Hydro, o engajamento da população é fundamental para garantir a gestão eficaz dos resíduos sólidos urbanos, a limpeza pública e uma vida saudável em Barcarena. “Por isso, as ações do Sustentar envolvem gestores públicos, lideranças comunitárias, catadores de materiais recicláveis, comércio local, instituições de ensino e pesquisa, empresas e outras partes interessadas. Com este evento, esperamos avançar na conscientização da população local sobre a destinação responsável dos resíduos, assim como contribuir para uma sociedade mais viável para todos”, afirma.


O diretor de Planejamento Ambiental da Prefeitura de Barcarena, Gilney Melo, acrescenta que é necessário o envolvimento dos moradores do município nas políticas públicas sobre gestão de resíduos sólidos e educação ambiental. "Nos últimos anos, cresceu a necessidade de inserir a população e as empresas locais no debate sobre a destinação dos resíduos sólidos de Barcarena. No Fórum, vamos ter a oportunidade de pensar o tema de forma ampla e integrada, com diversos agentes envolvidos", afirma.


O PEA Sustentar, como é chamado o eixo da educação ambiental, tem atuado na construção de ambientes educativos destinados ao engajamento, sensibilização, formação e instrumentalização dos diversos segmentos da sociedade barcarenense. Para isso, são criados espaços educativos, tais como rodas de conversa, diálogos comunitários, cineclubes, oficinas educativas, fóruns de debate, formação de agentes multiplicadores, além da produção e distribuição de materiais educativos, entre outras atividades.


Cinco núcleos técnicos foram formados com a participação de diversos segmentos sociais atuantes no município para debate a gestão municipal de resíduos sólidos. São eles: Institucional (envolve as secretarias e conselhos municipais); Ensino e Pesquisa (reúne as instituições da área de educação); Comunitário (é formado por lideranças de organizações locais); Catadores de materiais recicláveis e o quinto é o comercial que agrega as representações dos setores da indústria, do comércio e de serviços.


Entre as ações, já foram realizadas oficinas de diagnóstico após pesquisa amostral em residências na área urbana, rural e de ilhas para mapeamento participativo do cenário atual da geração de resíduos sólidos no município. Também foi criado o Jogo Sustentar como instrumento pedagógico para estimular a reflexão sobre o ciclo de vida dos produtos e as escolhas e responsabilidades com o meio ambiente.


Na área de capacitação, o Programa promoveu formação de multiplicadores em resíduos sólidos e educação ambiental para duas turmas de agentes públicos e professores, além de uma turma em educação à distância em andamento. Por meio do Cine Clube Sustentar, são exibidos filmes e documentários seguidos de rodas de conversa nas escolas, relacionadas a temas como o ciclo de vida dos produtos, hábitos de consumo, consumo consciente, impactos socioambientais da geração, gestão inadequada dos resíduos sólidos e disposição final dos resíduos.


Para Fidélis Paixão, especialista de Projetos da Draxos Consultoria e Gestão ambiental, o Fórum é um momento significativo para a consolidação da visão de futuro construída e pactuada entre os parceiros do Programa. “Queremos ver Barcarena como um município sustentável, pioneiro e referência em resíduo zero, a partir de um conjunto de políticas públicas implementadas de forma contínua e integrada, prevendo parcerias com o setor privado, gestão compartilhada e participação”, afirma. A expectativa é que o Fórum se torne um espaço permanente na agenda pública de Barcarena.


Até o final de 2020, está prevista a implantação da unidade de triagem de resíduos recicláveis. O projeto de engenharia prevê que a unidade terá capacidade para processar 40% dos resíduos recicláveis coletados no município taxa de triagem de 280 toneladas por mês. O material será oriundo de coleta seletiva realizada pela Prefeitura.


Por Ascom Hydro

0 visualização